A Moda da Mula Preta

(Raul Torres)

 

Eu tenho uma preta

Tem sete palmo de altura

 

A mula é descanelada

Tem uma linda figura, ai, ai, ai

Tira fogo na calçada

No rampão da ferradura, ai, ai, ai

Com uma morena delicada

Na garupa faz figura, ai, ai, ai

A mula fica enjoada

Pisa só de ancadura ( bis)

 

O ensino da criação

Veja quanto que regula, ai, ai, ai,

O defeito do mulão

Eu sei que ninguém clacula, ai, ai, ai,

Moça feia e marmajão

Na garupa, a mula pula, ai, ai, ai,

Chega a fazer cerração

Todos os pulos dessa mula, ai, ai, ai,

Cabra muda de feição

 

Sendo preto fica fula (bis)

 

Eu fui passear na cidade

Só numa volta que eu dei, ai, ai, ai,

A mula deixou saudade

No lugar onde passei, ai, ai, ai,

Pro mulão de qualidade

Quatro conto eu injeitei, ai, ai, ai,

Pra dizer mesmo a verdade

Nem sastifação eu dei, ai, ai, ai,

Fui dizendo boa tarde

Pra minha casa voltei (bis)

 

Soltei a mula no pasto

Veja o que me aconteceu, ai, ai, ai,

Uma cobra venenosa

A minha mula mordeu, ai, ai, ai,

Com o veneno dessa cobra

A mula nem se mexeu, ai, ai, ai,

Só durou umas quatro horas

Depois a mula morreu, ai, ai, ai,

Acabou-se a mula preta

Que tanto gosto me deu (bis)

 

78 RPM V800580a 1948