Aí Tem

(João Silva e Zé Mocó)
 

Eita! Que nega pra vadiar

Nega pra rebolar

Nega pra remexer

De tanto retroceder

Nesse burugundum} bis

Ela ainda mata um

Aqui nesse forró

Aí tem

Aí tem borogodó

  

Quando eu pegar pela cintura

Dessa nega tanajura

Com toda essa quentura

Pega fogo no paiol

Todo mundo vai ver só

Como é que um homem faz

Com tudo que ele traz

Com tudo quer que tem

Não vai ter pra ninguém

 

Aqui vai ser bom demais

Vai, vai, aqui vai ser bom demais

Vai, vai, aqui vai ser bom demais} bis

Vai, vai, aqui vai ser bom demais

Onde essa nega chega

O forró é bom demais

LP: AÍ TEM GONZAGÃO; 1988; BMG (RCA)