Bicho, Eu vou Voltar

(Humberto Teixeira)

 

Lá, lá, lá, lá, lá, lá

Lá, lá, lá, lá, lá, lá

Bicho, com todo respeito

Dá licença, eu vou voltar

Ô desafio pai d’égua

Pra cabra macho enfrentar

Falei com Carmélia e Sivuca

Pro Zé Dantas

O que eu fiz foi rezar

Mas o caso é que eu, modestamente

Bicho eu vou voltar

 

Bicho, falar não é preciso

Rei Luiz vai me ajudar

Hervé, Guio, Marino, minha gente

Tou aí pra desencabular

Caetano, muito obrigado

Por me fazer lembrar

Não a mim, mas aos versos que eu fiz

Quando o verde dos teus olhos…

Pro meu Brasil cantar

 

Lá, lá, lá, lá, lá, lá

 

Tá doido, é duro seu mano

A gente tem que respeitar

Tem Gil, Capinam, tem Chico

Tem Tom, pra no tom não errar

Mas se pego a viola e ponteio

Meu acordes mais ternos

É duro, eu me esqueço do inverno

Bicho, eu vou voltar

LP: O CANTO JOVEM DE LUIZ GONZAGA; 1971; RCA VICTOR