Boca de Caieira

(Zé Marcolino e Zé Mocó)

 

Na prata da Paraíba

O forró começa cedo

E o miolo do foguedo

É de nove pras dez

Lá nesse dia

Brinca toda a vizinhaça

Todo mundo se balança } bis

Todo mundo arrasta os pés

Martim Pelado

Tem Zico, tem Zé Durão

Com seu fole na mão

Tocando uma gemedeira

Mordendo a língua

Fungando, gineteando

E o forró vai se esquentando

Que só boca de caeira

 

Vicente Amaro

Quando tá atordoado

Num dá pato pra remoso

Nem peru pra carregado

Se o caboclo corta certo

Com nossa rapaziada

Não se mede distância

Quando o cabra é camarada

 

De meia-noite

Pras quatro da madrugada

A turma toda ta sambada

De dançar a noite inteira

Quando é de manhãzinha

Que o forró tá terminando

Tem caboclo cochilando

Que só gato na biqueira

LP: FORRÓ DE CABO A RABO; 1986; RCA-Camden