Cabra da Peste

( Zé Dantas e Luiz Gonzaga)

 

Eita! Sertão do Nordeste

Terra de cabra da peste

Só sertanejo arrizéste

Ano de seca e verão

Toda dureza do chão

Faz também duro

O homem que vive no sertão

Tem cangaceiro

Mas tem romeiro

Gente ruim, gente boa

Cabra bom, cabra à toa

Valentão, sem controle

Só não dá cabra mole

 

Tem cangaceiro

Mas tem romeiro

Lá o caboclo mais fraco, é vaqueiro

Eita! Sertão!Eita! Nordeste!

Eita Sertão!

Ei, rê, rê, rê, rê, tá!

Cabra da peste

78 RPM V801450b 1955