Choromingô

(Luiz Gonzaga)

 

Quando ela foi simbora

Meus óio coromingô } bis

Mas não foi judiação

Pruquê os dela amarelo

Ó menina do sertão

Nós chorô foi de amor

 

Guardo o teu aniversário

Pra mandar um telegrama } bis

Cum uma linda mensagem

Deste pobre que te ama

Ô menina do sertão

Deste pobre que te ama

 

Ai meu Deus, que amor lindo } bis

Esse amor que Deus me deu

Muito mais pela certeza

Dela ser minha e eu ser teu

Ò menina do sertão

Esse amor que Deus me deu

A NOVA JERUSALÉM; 1974; Odeon