Cidadão Sertanejo

( Luiz Gonzaga e João Silva)

 

Um pilão de pau de baraúna

Um plantio verde no girau

Um a rede branca na varanda

Um terreiro e um lindo roseiral

 

Corredor de cerca bem batida

Levar você do lugarejo

Ao lindo rancho de amor

Deste bom cidadão sertanejo

 

Bom cidadão

Riso aberto, amigo certo

Alegria sincera

Na primavera

Ou qualquer estação do ano

Este seu mano

De braço abertos lhe espera

70 ANOS DE SANFONA E SIMPATIA; 1983; RCA