De olho no Candeeiro

( João Silva e Zé Mocó)

 

Eu hoje vou

Ficar perto do candieiro

De olho aberto no candieiro

Pra ninguém soprar

Não vou ficar

Feito a ano passado

Naquele escurão danado

Bêbo em pé e sem mulher } bis

 

Lá eu fiquei, fiquei

Chupando o dedo

Chupando o dedo

Santo Antonio, São João, São Pedro

E o resto do ano

Mas hoje dane-se

Dane-se quem quiser

Olha aqui, desse forró

Eu não saio sem mulher } bis

DE FIA PAVI; 1987; RCA Vik