Dia dos Pais

( Luiz Gonzaga e Francisco Anísio)

 

Peço a Deus

Que não inventem

Dia dos Pais no sertão }bis

 

Aqui o pai tem o fío

Quem tem dois

Tem uma porção

No sertão dá-se uma encrenca

Isso lá não presta não

Fío lá nasce é penca

Feito mato pelo chão } bis

 

Eu sei que o dia é bonito (bis)

Falar mal dele eu não vou

 

É um dia de alegria

Alegria, Deus, amor

Todo fío nesse dia

A seu pai presenteou

Mas os presentes porém

Foi mesmo o pai quem comprou (bis)

Ai…

 

Não tem porém alegria

Isso eu digo sem receio

E não venha por descurpa

Uma tristeza no meio

E nesses dia dos pais

Nesse dia de carinho

Me alembro dos pobres fío

Que não tem mais sei paizinho (bis)

Ai…

 

Enquanto uns tá feliz

Tá sirrindo, tá contente

Você óia assim de banda

No meio dessa gente

Tem gente que não tem pai (bis)

Pro móde dá um presente

Ai…

78 RPM V802093a 1959