Lampião – Era Besta Não

Solange Veras e Luiz Gonzaga)

 

Lampião, Lampião

Foi cabra valente

Era de enganchar

Do princípio ao fim

Vou mostrar que Lampião

Não era tão valente assim } bis

 

Lampião era valente

Valente como ele só

Mas levou uma carreira

Dois cabras de Mossoró

O pique tão danado

Que lascou o mocotó

 

Lampião quando pegava

Macaco, não tinha dó

Quando o cabra trastejava

Ele dava no gogó

Porém Maria Bonita

O enrolava no gogó

 

Lampião de Vila Bela

Baixa Verde e Pajeú

Nunca se esqueceu da velha

Serra de Tacaratu

Nunca foi contar farofa

Pras bandas de Novo Exu

 

Lampião tava dançando

Xaxado em Nazaré

Quando chegou Mane Neto

Cabroeira deu no pé

Se esconderam no serrote

Em Bom Nome, São José

70 ANOS DE SANFONA E SIMPATIA; 1983; RCA