Manduquinha

( Luiz Guimarães )

 

Manduquinha

Era o maior sanfoneiro do lugar

Em toda parte tocava

Para o povo apreciar

Duas lágrimas rolavam

Dos seus dois olhos sem vida

Quando assim ele cantava

Minha canção prefeirda 

 

Ceguinho!

 

Grita um ex-companheiro

A brincar no cajueiro

Pela força de arrebol

Cego sim, que desventura

Tua vida é sempre escura

Pois não tem a luz do sol } bis

SÃO JOÃO DO ARARIPE; 1968; RCA VICTOR