Mariá

(Zé Dantas; e Luiz Gonzaga)

 

Oi tá tá tá

Dei um tiro de amor

No coração de Mariá } bis

Por causa dela

Eu chorava, eu sofria

Eu gostava de marvada

Mas ela num me queria

Ôi tá, ôi tá

 

Arranjei outra

Botei no lugá dela

E hoje Mariá

Me persegue noite e dia

 

Prá muié “feme”

Num tem home bem sabido

Mas agora achei um jeito

E tô vivendo grantido

Ôi tá, ôi tá

Pois Maria me ensinou que a muié

Precisa ter um pouco de ciúme

78 RPM V800756a 1951