O Andarilho

(Dalton Vegeler e Orlando Silveira)

 

Caí do céu por descuido

Se tenho pai, num sei não

Venho de longe,m seu moço

Lugar chamado sertão

Vivo sozinho no mundo

Zombei da sede, zombei

Cortei com minha peixeira

Todo mal que encontrei

 

Fui caminhando, enfrentando

As terras que o sol secou

Até chegar a cidade

Dos homens que Deus olhou

Que o Santo Padre perdoe

A triste comparação

Melhor viver no cangaço

Que a tal civilização

 

Brinquei com o mal, brinquei

Sorrí quando matei

Eu vím pra ser melhor

Cheguei aqui, chorei } bis

SÃO JOÃO DO ARARIPE; 1968; RCA VICTOR