O Papa e o Jegue

(Otacílio Batista e Luiz Gonzaga)

 

O jumento é o símbolo da pobreza

Animal que figura no Evangelho

Comedor de molambo e papel velho

Não tem medo de fome em sua mesa

Ao seu dono ele dá pouca despesa

No verão, no inverno ou no sol quente

Pensador,preguiçoso e paciente

Foi amigo do filho Jeová

Hoje serve a carne de jabá

Nas cozinhas mais ricas do Oriente

 

Quer queria, ou quer não

O jumento é nosso irmão} bis

 

Traz o jegue no lombo a cruz da morte

O sinal do menino de Belém

Jesus Cristo quiz visitar Jerusalém

O jumento serviu-lhe de transporte

No Brasil o jumento teve a sorte

De ser presente do Papa

Um santo nome

Vai comer do que pouca gente como

Nos quintais do Palácio do Vaticano

Seus irmãos no Brasil passando fome

 

César Coelho apitou a decisão

Da itáliz jogando com a alemanha

Hevelange lamenta na Espanha

A derrota da nossa seleção

Os romanos levaram o canecão

Paulo Rossi é da copa o artilheiro

Nós perdemos por causa do goleiro

Mas em nome da língua de Camões

O jumento transmite aos campeões

Um abraço do povo brasileiro

 

Assessores do Papa, cardeais

Baseados no Velho Testamento

Cancelaram a viagem do jumento

A noticia que o jegue não vai mais

Damião, deixa o seu burrico em paz

Já que o Papa recusa o jeriquinho

Pra ninguém não chamá-lo de imbecil

É melhor desistir desse presente

Com a abertura do nosso presidente

O lugar do jumento é no Brasil

70 ANOS DE SANFONA E SIMPATIA; 1983; RCA