O Urubu é um Triste

(Nélson Valença)

Quem vem ao mundo marcado

Felicidade não tem

Mudar destino traçado

Ninguém consegue, ninguém

 

Quem nasce feio, enjoado

Tem sofrimento, tem dor

Por todos não desejado

Não tem vintém, nem amor

 

O urubú é um triste

Por ter nascido urubu

No mundo gente existe

Passando por cururu

O sabiá é invejado

Por ser feliz cantador

Conquistador afamado

Cantando versos de amor

 

O homem tem sua vida

Nas mãos de Nosso Senhor

Pra uns, estradas florida

Pra outros, só dissabor

Se a coruja um dia

Chegasse a ser beija-flor

Naturalmente eu teria

Dinheiro, paz e amor

SÃO JOÃO QUENTE; 1971; RCA