Padre Sertanejo

(Pantaleão e Helena Gonzaga)

 

Quando o jeep lá em cima apontou

No arraia do meu sertão

A moçada lá em baixo gritou

Chegou o padre, vai ter procissão

Seu Vigário chegou muito alegre

Veio do Brejo da Madre de Deus

Deus lhe pague, seu Vigário

Estão  alegres os filhos seus

 

É no  jeep, é no pé, é no jegue

Não hã  transporte que o padre não pegue } bis

 

Como é o pobre o pobre do padre

No sertão do meu Nordeste

Sua roupa é tão surrada

Algodão é o que ele veste

Mesmo assim o padre é feliz

Contando as contas do seu rosário

Porque o povo sem paga lhe diz
Deus lhe pague, seu Vigário

SANFONA DO POVO; 1964; RCA VICTOR