Razão do Meu Querer

(Julinho e Anastácia)

 

Flor da pele morena

Tu não tens pena do meu penar

Faz tempo, estou te amando

E não recebo nenhum olhar

Dou meu amor de graça

O tempo passa, tu sem notar

Sofro quando te vejo

Esse meu peito, morre  de amar

 

Vem amor

Tem pena do meu penar

Vem amor

Se não eu morro de amar } bis

ETERNO CANTADOR; 1982; RCA