Regresso do Rei

( Luiz Gonzaga e Onildo Almeida)

 

Tou voltando

Pra ficar no meu sertão

Regressando

E levando o meu matulão

 

Por ondes eu andei, cantei

As coisas da minha terra

As belezas de um pé de serra

As tristezas da seca do sertão

 

Por onde andei, cantei

Os costumes e coisas do meu povo

Tou de volta aqui de novo

De chapéu de couro e gibão

 

Por onde andei, cantei

O sofrer de um Nordeste esquecido

De um país adormecido

Que acordou com os gritos do baião

 

Por onde andei, cantei

Cantei, cantei

Me deram a coroa de rei

De rei, rei

DANADO DE BOM; 1984; RCA-Camden