Tic Tac, Tic Tac

(Antonio Almeida) 

Tic-tac, Tic-TacTic-tac, Tic-TacOi bate, bateO coração mais devagarTic-tac, Tic-tíTic-tac, Tic-táSe o teu amor te deixouDeixa pra lá Dissimula tuas mágoasCoração apaixonadoÉ melhor viver sozinhoA viver martirizadoDissimula tuas mágoasCoração apaixonado Coração, não batas tantoBata bem devagarinhoPor aquela por quem batesNão merece o teu carinhoCoração não batas tanto

Bata bem devagarinho

CANAÃ; 1968; RCA VICTOR