Vassouras

(Luiz Gonzaga – David Nasser)

 Vassouras, VassourasVelha cidade dos tempos coloniaisVassouras, VassourasO tempo passa e cada vez te quero mais Palmeiras ao ventoDando viva e boa vinda ao passageiroFugitivo do calor que tá fazendoLá em baixo, lá no Rio de JaneiroAdeus Leblon, Copacabana e IcaraíTô em Vassouras, mas não vou ficar aqui Ei sobe serra, desce serraQuanta gente vai subindo, pela montanhaQuem vai pra serra, se desterraQuem está morto, desenterraSaúde ganhaPor isso eu vouPra Suíça brasileiraBatendo pino, vou até Miguel Pereira Vassouras, Vassouras. Vassouras, VassourasVelha cidade dos tempos coloniaisVassouras, VassourasO tempo passa e cada vez te quero mais Palmeiras ao ventoDando viva e boa vinda ao passageiroFugitivo do calor que tá fazendoLá em baixo, lá no Rio de JaneiroAdeus Leblon, Copacabana e IcaraíTô em Vassouras, mas não vou ficar aqui Ei sobe serra, desce serraQuanta gente vai subindo, pela montanhaQuem vai pra serra, se desterraQuem está morto, desenterraSaúde ganhaPor isso eu vouPra Suíça brasileiraBatendo pino, vou até Miguel Pereira 

Vassouras, Vassouras.

78 RPM V801656b 1956